24 de Julho de 2014

#121 Epistemologias do Sul

De 10 a 12 de julho decorreu em Coimbra o Colóquio Internacional “Epistemologias do Sul”, organizado no âmbito do projeto “Alice – Espelhos Estranhos, Lições Imprevistas”, coordenado pelo Professor Boaventura de Sousa Santos, a decorrer no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Este foi dos mais intensos e interessantes colóquios realizados, não apenas pelo programa científico e cultural, mas essencialmente pela partilha de experiências do mundo, pelo reconhecimento de outros conhecimentos, pelo comprometimento na transformação social. 

Boaventura de Sousa Santos
 César Rodríguez-Garavito
 Arzu Merali
 Juan Carlos Monedero
 Mireille Fanon Mendès-France
 Houria Bouteldja
 Mena Menon
 Alberto Acosta
 Jean-Louis Laville
 Flávia Piovesan
 Boaventura de Sousa Santos e Mireille Fanon-Mendès France

21 de Julho de 2014

#120 Há palavras que nasceram para a porrada

Coimbra, 13 de junho de 2014. Porque a linguagem das "Epistemologias do Sul", pronunciada ao ritmo do rap, compromete as palavras com uma luta.
...
Não desesperes nem esperes sereno
Por um insulto mais pequeno.
Canta como se fosses
Outra emancipação
Sê irmão e irmanece!
Somos remotos,
Mas de vez em quando somos terramotos...
E quando faltar um futuro, escreve no muro "é a minha vez!".
Há palavras que nasceram para a porrada!
Capicua
 M7
 LBC Soldjah
 Hezbó MC
 Chullage

8 de Maio de 2014

#119 Jorge Palma

O grande Jorge Palma, em concerto acústico no auditório do Conservatório de Coimbra, no dia 2 de maio de 2014.

Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar



1 de Maio de 2014

#118 Centro Comercial Avenida

O Centro Comercial Avenida foi inaugurado no final dos anos 80, por entre a polémica da destruição do Teatro Avenida, bem como pela volumetria arquitetónica do novo espaço. Durante alguns anos foi um dos locais mais movimentados da cidade de Coimbra, no entanto com o passar do tempo e a abertura de grandes superfícies comerciais, o Avenida foi decaindo até se tornar num espaço sombrio, parado, de montras esquecidas e lojas fechadas. Os transeuntes utilizam-no como lugar de passagem, e os poucos lojistas estão recolhidos nas lojas. Fica a nostalgia de quem ali passou muito tempo, à mesa de um café, a ver passar as modas.







3 de Abril de 2014

#117 La rana de la Universidad de Salamanca

É um ovni? Não! É o super-homem? Não! É apenas um detalhe ornamental na fachada do edifício da Universidade de Salamanca. Uma pequena rã que se tornou o ícone da Universidade e da cidade, e que todos procuram encontrar no meio dos inúmeros detalhes da fachada. Por essa razão se queixava Unamuno "No es malo que vean la rana, sino que no vean más que la rana".

27 de Março de 2014

#116 Caronte e Torre de Hércules

Caronte (escultura de Ramón Conde), o ser que conduzia as almas dos mortos ao consolo eterno. Ao longe está a Torre de Hércules, o mais antigo farol do mundo em funcionamento. Assim é La Coruña, uma terra mística.

8 de Março de 2014

#115 Dia da Mulher

estás tão bonita hoje. quando digo que nasceram flores novas na terra do jardim, quero dizer que estás bonita
A mulher mais bonita do mundo in A casa, a escuridão
José Luís Peixoto

4 de Março de 2014

#114 Moreira de Rei

Moreira de Rei, concelho de Trancoso, distrito da Guarda.



21 de Novembro de 2013

#113 Banda Filarmónica

Seixas, Minho, julho de 2009. 
"Olha a Banda Filarmónica / a tocar na minha rua ..."

6 de Novembro de 2013

#112 A25

De Vilar Formoso a Aveiro estende-se a A25. Anteriormente era a IP5, e também lhe chamaram a “estrada da morte” pela sua elevada sinistralidade. Hoje é uma estrada relativamente pacífica, não fossem as malfadadas portagens. Algures no planalto beirão, logo a seguir a Mangualde, por vezes a atmosfera fica assim.

Só para que conste, não era eu que conduzia quando tirei as fotografias. 



31 de Outubro de 2013

#111 Castelo de Vide



25 de Outubro de 2013

#110 Lua

A minha primeira fotografia da Lua. Foi tirada com uma máquina compacta, a Canon Powershot sx240 hs, com o zoom ótico no máximo e sem tripé. Não estando boa também não está má. 
Havia um poema que dizia: Ó lua que vais tão alta / Redonda que nem um caixote / Cais daí para baixo / Matas-me os porcos todos.

17 de Outubro de 2013

#109 Luísa Sobral

Luísa Sobral, 3 de outubro de 2013. Conservatório de Música de Coimbra. 

Because the mysteries in the wonders of the world 
Are too hard 
Are too hard 
And someday we all be on our own 
And you'ill be too much 
too much








27 de Setembro de 2013

#108 Fogo do céu

Um dia do mês de agosto, já ao final da tarde, quando uma nuvem de fumo tentou tapar o Sol, o céu incendiou-se. Trancoso, incêndio na serra do Pisco.

17 de Setembro de 2013

# 107 Motars de Marraquexe

Nas rua estreitas e largas, com ou sem capacete, novos e velhos, com carga ou sem carga, as motas estão por todo o lado a fazer slalom por entre os peões. Estes é que são os verdadeiros malucos das máquinas voadoras.












SITIOS COM FOTOS MINHAS

Arquivo do blogue

  © Free Blogger Templates 'Photoblog II' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP